quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Americanizados

Oi mosquinhas! Algúem aí ?

O começo do fim de um blog, é quando você começa a postar seus trabalho acadêmicos. Por que você deixa muito claro que já não tem mais tempo pra ele =/

Espero que não seja muito entediante...

Antes era o oeste da Pangea, hoje o novo mundo é terra de americanos, a América de um Vespúcio espanhol que nomeia um continente onde os chamados “americanos” falam inglês e o restante dos americanos são índios. Índios sem cocares que vivem numa selva de pedras e miséria na América central e outros que vivem ou viverão sem matas ao sul.

O continente de litoral privilegiado, de interior miscigenado conseqüencia de histórias de colônias, escravos e imigrantes. Culturas que vão além das fronteiras. A 2ª maior massa de terra do planeta que tem ao extremo norte a Groelândia que hoje é branca.

América já foi nome de novela da globo, cenário séries melodramáticas compradas pelo SBT, e tem a maior indústria cinematográfica do mundo: hollywoody. Somos espectadores americanos, vítima de uma aculturação majoritariamente negativa, onde se perde os valores de cada população em prol da tal globalização.

Do centro ao sul, somos os estereótipos que o mundo nos dá!

Somos a América da devoção para santa dos mil nomes, somos ocidentais, fomos índios, colonizados, nos tornamos independentes (uns nem tanto, outro nem tão pouco), tivemos ditadores, e dores de qualquer forma - não necessariamente nessa ordem - e hoje somos mão-de-obra, matéria-prima, usuários do ar limpo pela floresta amazônica, poluidores do mundo e economicamente pobres, ou emergentes, chamem como quiser, somos generalizados.

Um pouco acima do centro há os estadunidenses (e Cia), a exceção americana de Rooselvet, Bushs, Obama e Osama. A culpa é deles, Assim como no significado lingüístico, eles são norteadores .

Ninguém sabe explicar como pirâmides semelhantes as do Egito vieram parar aqui, pra onde foram os barcos e aviões que entraram nas bermudas, ou os imigrantes mexicanos que tentavam atravessar a fronteira estadunidense.

Somos a América da festa, e ela começa com os mosqueteiros sul-americanos, um índio sem apito, um comunista maluco e egocêntrico, um ditador utópico e um rostinho bonito à lá namorado da Barbie, frutos podres de revoluções armadas, claro em duplo sentido.

A América dividida em dois, três, quatro continentes, para esclarecer uma só origem que ainda não se sabe se veio pelo estreito de Bering, ou por algum disco voador.

11 comentários:

Max Psycho disse...

mas a america são os estados unidos nós somos o resto

Não agüento mais americano paieiro

Contando mentira pro mundo inteiro

Povinho metido e muito picareta

Acham que são os donos do planeta!

Eles ignoram o Pai da Aviação

Dizem que os tais Wright

inventaram o avião

Mas não contam a verdade do fiasco

Não voou; jogaram de um penhasco!

A geografia deles é meio diferente

Chamam-se de América e esquecem a gente

Não sabem que existe terra

ao sul do Equador

Pensam que aqui só vive índio e caçador!

O México prá eles tá na América Central

Bolívia, Colômbia e Brasil é tudo igual

Acham que aqui só tem banana e carnaval

E que Buenos Aires é a nossa capital!

Não vêem um palmo

à frente dos narizes

E um BigMac já os faz felizes

Porque não conhecem... Bauru!

Jaú, Itu, Embu!

Jarinu, Arandu, Baguaçu, Cajuru,

Piraju, Taiaçu, Trabiju, Tambaú, Igaraçu,

Pacaembu, Embu-guaçu, Miracatu, Paraguaçu,

Piacatu, Itaguaçu, Botucatu!

Mudaram o nome do esporte bretão

O futebol pra eles é brincadeira de mão

Um monte de marmanjos se dando porrada

Correndo atrás de uma bola amassada

E quando nos filmes marcianos aparecem

É na Califórnia que as naves sempre descem

Mas a verdade é que se alguém nos invadir

Vai com certeza começar por Birigüi!

Megalomaníacos por natureza

Acham que já viram tudo que é grandeza

Porque não conhecem... Itu!

Jaú, Bauru, Embu

Jarinu, Arandu, Baguaçu, Cajuru,

Piraju, Taiaçu, Trabiju, Tambaú,

Igaraçu, Pacaembu, Embu-guaçu, Miracatu, Paraguaçu, Piacatu,

Itaguaçu, Botucatu

...e Birigüi!

manzas disse...

Interessante blogue
Voltarei mais vezes…

Redigi no pulsar
Do meu ser
Uma valiosa
Carta guardada...
O sol não brilhará
Sem que passe por lá
Para a ler,
Ou a carta será
Lacrada.

O eterno abraço...

-MANZAS-

Nataliinha disse...

Nos tb somos americanos. Latino americanos. Eles são norte americanos...
E eu venho aqui, sou mosca assidua daqui !!

Beijoos

Deisy disse...

depois de um certo tempo todos não tem mais tanto tempo para os Blogs.... hehehe

mas a gente sempre tem algo interessante a mostrar aos outros...
gostei do texto...

Bjs

Thiago disse...

tudo a mesma coisa!!

Altamir disse...

Cara Ju, a cultura americana é uma praga que eles querem impor a todos! Viva o Saci-Pererê e abaixo o Halloween!

Giovana Manzoli Capixaba disse...

De uma passadinha lá no meu blog, pessoas inteligentes e espertas como vc são sempre bem vindas, não se esqueça de comentar e votar, (por favor), os textos são legais, se gostar ... Me linka e/ou copia meu award! Bjos Giovana Manzoli.
giovanamanzoli.zip.net

Gabriela Borini disse...

Eu voltei e concordo plenamente com essa do começo do fim de um blog. Hahaaha. Fiz isso esses dias, mas prometo que vou escrever outra resenha de filme ainda hoje :)

Tentarei não sumir mais. Não suma também. E Pedro Neschling na cabeça! :P

Beijos

¿Controversy! disse...

Voltei!!!
Depois de um longo período fora do blog, enfim estou aqui, feliz e ao mesmo tempo saudoso de todos.
Mesmo "americanizados" em alguns aspectos, vejo que ainda temos fortes laços de cultura enraizadas e que nem tudo que se importa de lá, é válido para aqui. Tanto que para tudo, temos que adaptar ao gosto brasileiro. Devemos considerar que somos um país rico em cultura e diversidade, temos tecnologia e serviços que são os melhores do mundo. Mas temos que reconhecer que precisamos de melhorar mais e um pouco de globalização não faz mal a ninguém, quando tratado na dose certa.
¿Abraços!

Sam disse...

estado-unidenses sempre presentes em nossos textos e vidas, né?
Meu novo professor é um baba-ovo do Obama. Me dá náuseas.

beijos

Gira Angola disse...

Eu acho que que tantar falar disto é perder tempo mana, porque na vedade mesmo os problemas da vida só tenhem duas formas de terminar,
a primeira é morrermos e a segunda é a vinda do criador.

Beijos Camba