domingo, 22 de junho de 2008

Nadismo!

Não irei filosofar (hoje) sobre aquela filosofia absurda de pessoas que não gostam de pensar e explicam a origem de tudo com o nada...
Até porque, se veio do nada, o nada veio de onde? Do nada²? Aí, já estou filosofando...

Mas o caso em questão é o Clube de Nadismo, na minha concepção o cara que inventou isso é um gênio e daqui a alguns anos será Buda \o/

Para quem não sabe o que é, tentarei explicar:
"Quem está buscando mais qualidade de vida sabe que a falta de tempo é o principal fator de estresse. Contudo, a pressa constante para cumprir todas as atividades do dia-a-dia de forma produtiva e eficiente tornou-se um vício. Por isso é tão difícil parar, desligar, desconectar... Ficar sem fazer nada parece perda de tempo, parece ser algo inútil ao mesmo tempo que gera ansiedade e sentimento de culpa.
Objetivo: do Clube de Nadismo é criar um momento especial que oferece a oportunidade rara de efetivamente parar e não fazer coisa alguma.
Histórico: Criado em Londres pelo designer Marboh - marcelo bohrer - o Clube teve seu lançamento oficial no Brasil em 2006 obtendo grande repercussão.

O cubo: Criado pelo designer Marboh, o Cubo Vazio é mais que um objeto que sinaliza o local dos eventos do Clube de Nadismo. É um símbolo do nada, do precioso espaço vazio cada vez mais difícil na nossa vida urbana acelerada. Também foi projetado para proporcionar uma experiência mais intensa do nadismo. É possível sentar no seu interior ficando assim isolado das agitações mundo experior.
"Oração"
Quero que haja tempo para não ter nada para fazer.Quero desfrutar destes momentos tranquilamente, sem pressa.Quero compartilhar isso com os amigos.Eu quero acabar com a pressão sufocante de estar sempre correndo atrás de um objetivo, de ter que estar o tempo todo fazendo algo que seja produtivo, útil, eficiente, rápido, dentro do prazo.Quero minimizar a terrível sensação de que, por mais que se corra, nunca dá tempo para fazer tudo e nunca sobra tempo que não seja seriamente planejado, pois ficar sem fazer nada dá a impressão que se está perdendo tempo e isso nos faz sentir culpados.Quero eliminar a pressa que faz a vida passar cada vez mais rápido.Vivemos num sistema desregulado que nos cobra um preço muito alto: tensão, ansiedade e estresse.Sei que não sou o único que sente isso e certamente há mais gente que se deu conta que está na hora de encontrar um equilíbrio e atentar para a qualidade da nossa vida agora e não depois, quando der.Estou certo de que podemos mudar essa situação por que somos nós que fazemos as escolhas e podemos escolher ir mais devagar, aproveitando melhor o caminho.Por isso foi criado o Clube de Nadismo. Para proporcionar a experiência, para dar o gostinho, para criar o hábito e para que ele se estenda e repercuta na vida como um todo.Não se trata de uma pausa para descanso para depois voltar com todo gás.É fazer nada sem objetivo nenhum, como um fim em si mesmo.É algo para ser absolutamente sem utilidade, não produtivo, sem expectativas, sem controle. Simplesmente relaxar e deixar acontecer.Deixar fluir.Espero que assim chegue o dia que a palavra estresse seja obsoleta.Conto com todos os que quiserem fazer parte deste tempo de serenidade, harmonia e consciência.Vamos não fazer juntos.Marboh.

Só não me declaro adepta oficial, porque o dízimo deles é muito caro ;)
Mas, sou uma nadista por natureza, de corpo, alma e atividade!
E depois quando falo em DESevolução dizem que estou ficando louca...
Convenhámos, quando éramos crianças, éramos felizes, e praticávamos o nadismo diariamente...
Vamos todos voltar a ser crianças e a cultivar o nada como forma de felicidade x) !!!!!
-> O problema é se a moda pega mesmo... e os políticos também descobrem essa (melhor eu parar de dar idéias). E então pagarão as reuniões com cartão corporativo e justificarão os gastos como "investimento de qualidade de vida dos funcionários do governo" (seria uma forma de legalizar a atividade que eles desenvolvem a maior parte do tempo, seria m e s m o)
Para quem tem grana sobrando e tempo faltando... Fica aí a sugestão!
E para quem não tem grana e tem tempo sobrando... Fica aí a desculpa pra dar a pais, chefes, professores e tals...

4 comentários:

Douglas Schmidt disse...

Sou um adepto desta filosofia nadista!!! Adoro fazer nada!!! huahuahuahua... E por experiencia, própria, é mto bom ser um nadista assumido!!! Sou Nadista e naum vagabundo!!! É diferente!!!

Tales disse...

caralho la vo eu digita td d novo
bom, começando do começo;

ja digo q não li tudo, li até a parte do sapo mascote...
afinal eu sou um nada
rsrs


intaum juh, lembra? q eu falei q era nada?
AESHOESHUESHUESA

quando mi perguntavam si eu era emo, eu dizia q eu era "Nadas"
eu e + 1 ou 2 amigos n lembro , criamos o estilo "nada"
AESHUIOASEHUIOSAEHUAEHS

áxo q é uma forma de vida meio q poko si fudeno pra td, axo q vc tinha aderido ao estilo...
algumas pessoas viraram nadas...
mais o estilo não pego, nao viro moda, (bom por sinal), afinal...
isso não é nada ;)
ou é?

Rafael disse...

Interessante o Nadismos...
Vi seu comentário no meu blog...e vim ver o seu tb...=DD
Bjããão!!!

Tarci disse...

Sem contar que fazer nada é bom demais rsrsrs
Bjos!